LASER CIRÚRGICO

Para lóbulo da orelha rasgada

São duas as principais causas que levam ao rasgo do lóbulo. A primeira é o furo mal posicionado, muito perto da borda da orelha, que pode ficar fragilizada e romper. A segunda é o uso de brincos pesados, que forçam e destroem o tecido de sustentação.

Como evitar a orelha rasgada?

O principal cuidado para não rasgar sua orelha consiste em usar brincos mais leves e curtos. Mesmo os compridos podem acabar enroscando em algum lugar e, eventualmente, forçando o lóbulo. A má notícia é que, mesmo com essas precauções, o estrago também pode ter causa traumática.
Acidentes eventualmente causam isso. Já a boa notícia é que, diante do problema, há várias possibilidades terapêuticas de tratamento.

Cirurgia a laser é opção

Ele contém uma ponteira cirúrgica pro-collagen. Por meio dela, é possível permitir que ambas as partes da derme possam colar novamente. Como a orelha rasgada rompe o tecido, não há possibilidade de uma junção ou cicatrização de ambas as partes dela. Aí entra o papel do laser, que aquece o local, remove a epiderme de um lado e de outro, e depois ajuda a juntar as partes
novamente.

Neste caso, o rasgo cicatriza porque o laser estimula a produção de colágeno. O procedimento não necessita de anestesia e, na maioria dos casos, uma sessão é suficiente. O paciente vai embora com o curativo na orelha e depois o retira de acordo com a orientação médica.

Vantagens

A cirurgia a laser é vantajosa porque você consegue fazer tudo o que se faz na cirurgia convencional, só que sem necessidade de anestesia, agulha, pontos e dor. Sem falar que o resultado estético é melhor. Mas, para obter bons resultados, é importante manter alguns cuidados: é preciso ter atenção para não puxar a orelha novamente e só refazer o furo após a cicatrização completa do local, que pode levar até dois meses. Também vale repensar os velhos hábitos de usar brincos longos e pesados.

Saiba mais, entre em contato conosco: (42) 3223 4101 / (42) 99127 5270.